Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Natal

Publicado: Terça, 10 de Maio de 2016, 18h04 | Última atualização em Quinta, 15 de Setembro de 2016, 13h45
Natal - "Cidade do Sol"
   A “Cidade do Sol” começa sua história de cidade com a construção pelos portugueses da “Fortaleza dos Reis Magos” em 6 de janeiro de 1598 (Dia dos Reis Magos), trinta e três anos depois, em 1633, a fortaleza é ocupada pelos holandeses, quando a cidade passa a se chamada de Nova Amsterdã até 1654. quando volta a ter domínio português.
 
   O estado do Rio Grande do Norte é dividido no seu litoral pela capital – Natal, com suas seis praias urbanas e pelas praias localizadas no Litoral Norte e no Litoral Sul. As dunas localizadas em municípios da Região Metropolitana de Natal no Rio Grande do Norte, estão entre as mais belas paisagens do nordeste; sua descida, feita em bugguies, tornou-se programa favorito dos turistas. Existem passeios tanto para o litoral norte, como para o litoral sul, todos que proporcionam além do tradicional banho de mar, também banhos em lagoas de água doce, em que algumas tem além de bares e restaurantes a prática de esportes pra lá de radicais, são o aerobunda (descidas aéreas nas lagoas) e o ski-bunda (descidas de skates nas dunas com chegada na lagoa).
 
    Natal oferece aos turistas, uma variedade de pratos típicos e sua culinária diversificada, é líder na produção de camarão, que faz parte de muitos pratos da culinária local.
 
    As danças folclóricas do Rio Grande do Norte foram sempre muito elogiadas pelos estudiosos. Na década de vinte, Luís da Câmara Cascudo (considerado o maior folclorista nacional), escreveu centenas de livros e nos jornais sobre a beleza de nossas danças folclóricas. Na década de 30, Mario de Andrade veio estudar a cultura potiguar deixando uma obra valiosíssima. Além deles, outros pesquisadores deixaram rico acervo: Manoel Rodrigues de Melo, Hélio Galvão e Oswaldo Lamartine.

 

Fim do conteúdo da página